Páginas

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Platitudes, parvoíces e patacoadas de um paspalho pusilânime e um prego apalermado

.
..
...


"Às vezes, as pessoas acham que o governo escolhe o que ela (a polícia) faz. Quem decide é a Justiça e a polícia executa" – Geraldo Alckmin, aqui.

"Sempre é avaliado (um possível abuso da polícia). Não é uma tarefa simples, mas a polícia tem de cumprir ordem judicial." – Idem.

"Petistas poderiam ter atuado para impedir ação no pinheirinho, mas atração pelo sangue dos pobres não deixou." – Reinaldo Azevedo, aqui.

...
..
.

3 comentários:

Mariê disse...

Nossa, tenho tanto NOJO desse Reinaldo Azevedo. Sem palavras. (nem fui no link, a cara dele e a frase já me enojaram o suficiente).

Vais disse...

Ei, Marcello,
é muito PODRE!
fui lá no link da última frase, nem vale digitar o nome do infeliz, não passei do primeiro parágrafo, igual a Mariê, deu MUITO NOJO.

abraço

e aproveito

Ei, Mariê
feliz tudo de bom
abração pra ti, moça

Marcello disse...

Oi Preta, oi Vais.
Pois é, a coisa toda é de dar engulhos. E em termos práticos, além de ficar indignado e revoltado, o que se pode fazer é permanecer atento e continuar divulgando tanto as notícias quanto as análises e opiniões, sejam as mais razoáveis e objetivas, seja essa coleção de bobagens. Um dia esses canalhas serão desmascarados, e na hora da urna é que vem o troco.
Abraços.

(Vais, transmitindo pra Mariê seus quereres e seu abraço: "tudo de volta pra você multiplicado!", ela diz)