Páginas

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Religião

.
..
...
...

Religião é aquilo que impede os pobres de matar os ricos.
...
Os teólogos dizem: isso são mistérios insondáveis. Ao que respondemos: são absurdidades imaginadas por vós próprios. Começais por inventar o absurdo, depois fazei-nos dele a imposição como mistério divino, insondável e tanto mais profundo quando mais absurdo. É sempre o mesmo procedimento: credo quia absurdum [creio porque é absurdo].
...

Deus é um ser mágico que veio do nada, criou o universo e tortura eternamente aqueles que não acreditam nele, pois os ama.

...


(Publicadas originalmente no Barro do Sonho)
...
..
.

4 comentários:

sandra camurça disse...

Sou uma sem-deus, rs... Bom ver Bakunin aqui. Bom ver você de volta :)

Halem Souza disse...

Acho a declaração de Bakunin a mais interessante e também aquela que mais revela a irracionalidade da crença em Deus.

Não quero com isso dizer que tudo o que fazemos tem como base a razão, mas é por causa do creio porque é absurdo que a religião tornou-se uma esfera da vida humana que tenta (e consegue, o que é pior) manter-se além e fora da crítica.

Um abraço.

Marcello disse...

Bom pra você, Sandra, de verdade. Obrigado e um abraço.

Halem, e assim será por muito, muito tempo ainda. Uma pena para a humanidade.
Abraço.

Marcus Assis disse...

ainda estou a pensar na citação do Knight...