Páginas

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Existência II

.
Despair, Munch
.
..
...
bicho preso no âmbar
– vivo, mas morto
constante na inconstância
finito no sem-fim
– que acaba onde começa
sendo e não sendo
importância desimportante
“poeirinha da poeira”
produto denso do acaso
químico físico biológico
grito mudo de socorro
Ilusão das ilusões
luta contra moinhos de vento
“vaidade das vaidades”
prazer e dor
o outro
o eu
ser fraco, ser forte
ser tolo, ser sábio
ser só...
so fucking what?!
“life is very short
for fussing and fighting my friend”
então…
foda-se!
aliás, fodamo-nos todos
...
..
.

Nenhum comentário: